Trabalho Social Florestas

Dois mil beneficiários do RSI voltam a trabalhar na vigilância florestal.

Segundo o ministro Mota Soares: «Este projecto juntará cerca de 2000 desempregados e beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI), e engloba mais de 500 acções preventivas de incêndios, de reflorestação e de vigilância das florestas em todo o País», explicou o Ministro, acrescentando que o Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) alocou uma verba de meio milhão de euros para este efeito.»

A maior parte dos projectos financiados foi apresentada por câmaras municipais.

O que é?

Projecto desenvolvido ao abrigo das Medidas Contrato Emprego-Inserção e Contrato Emprego-Inserção+ para apoiar a inserção profissional de desempregados subsidiados, desempregados beneficiários do rendimento social de inserção e outros desempregados inscritos, não beneficiários de prestações sociais.

Em que consiste?
  • Realização de actividades, durante um período máximo de 12 meses no âmbito da valorização e protecção da floresta.
  • Há uma formação de 25h.
Destinatários
  • Desempregados subsidiados
  • Desempregados beneficiários do rendimento social de inserção
  • Outros desempregados, não beneficiários de prestações sociais
Objectivo
  • As acções visam sobretudo a prevenção dos incêndios florestais, mas também assegurar a manutenção e a recuperação do património florestal.
Apoios aos desempregados
  • Despesas de transporte (caso o transporte não seja assegurado pela entidade)
  • Refeição ou subsídio de alimentação por cada dia de actividade
  • Seguro que cubra os riscos que possam ocorrer durante e por causa do exercício da actividade
  • Valor do IAS (Indexante dos Apoios Sociais): 419,2€
Condições de acesso
  • As entidades promotoras devem cumprir as obrigações legais e regulamentares a que se encontram vinculadas, nelas se incluindo as de natureza fiscal e contributiva.
Links úteis

www.iefp.pt/en/emprego-insercao

www.iefp.pt/

Se desejar que as suas dúvidas sejam esclarecidas, não hesite em deixar o seu comentário ou a sua questão.




3 comentários

Adicione o seu
  1. Ana Roxo

    Susana, esta medida foi implementada a 12 de Maio. O melhor é dirigir-se ao Centro de Emprego da sua área de residência e falar com um técnico e saber se reúne as condições necessárias.

  2. Miguel Tomaz

    Foi implementada a 12 de Maio mas para variar tarde em ser noticia, apareceu por acaso nas pesquisas. E ainda para mais que pratico um desporto (BTT) que sendo saudavel posso ajudar para conservar a natureza mas em trabalho
    Pois nao recebo qualquer tipo de subsidio de desemprego porque parece que cá em casa com os rendimentos existentes uma pessoa consegue ganhar para pagar tudo.


Post a new comment