Novo apoio para Jovens à procura de emprego – Medida Emprego Jovem Activo

Novo apoio para Jovens à procura de emprego

Entrou em vigor Sábado, dia 6 de Setembro de 2014.

Em que consiste esta medida?

  • Desenvolvimento de experiências práticas em contexto de trabalho por equipas de jovens, compostas por 2 ou 3 jovens desfavorecidos do ponto de vista das qualificações e da empregabilidade e 1 jovem qualificado, tendo em vista melhorar as suas condições de integração socioprofissional.
  • As experiências desenvolvem-se no contexto de um projecto, com a duração de 6 meses, o qual integra um plano de inserção para cada uma das duas tipologias de destinatários.
  • O acompanhamento dos destinatários é da responsabilidade de um orientador designado pela entidade promotora.

Destinatários:

  • Jovens com idade entre os 18 e os 29 anos, inclusive, inscritos como desempregados no IEFP sem histórico de salário ou descontos há mais de 12 meses

Perfis disponíveis:

  • Jovens que não tenham a escolaridade obrigatória e se encontrem em particular situação de desfavorecimento face ao mercado de trabalho porque abandonaram a escola ou não concluíram o 3º ciclo do ensino básico.
  • Jovens com qualificação a partir do nível a 6 do Quadro Nacional de Qualificações (QNQ), isto é, com pelo menos uma licenciatura.

Empresas aderentes:

  • Empresas com ou sem fins lucrativos desde que tenham uma situação regularizada perante as Finanças e a Segurança Social.
  • Não podem ter sido condenadas em qualquer processo-crime nos últimos dois anos.

Contrato de integração

  • Previamente ao início da actividade é celebrado entre a entidade promotora e os destinatários um contrato de integração, reduzido a escrito, de acordo com modelo definido pelo IEFP.

Nota: Durante o projecto é aplicável aos destinatários o regime da duração e horário de trabalho, descansos diário e semanal, feriados, faltas, segurança e saúde no trabalho aplicável à generalidade dos trabalhadores da entidade promotora.

Apoios:

  • Bolsa mensal totalmente financiada pelo IEFP.
  • Jovens menos qualificados – são comparticipados em 70% o valor do Indexante de Apoio Social (IAS), o que representa 293,45 euros
  • Jovens mais qualificados – recebem uma bolsa de 1,3 IAS, 544,98 euros.
  • Subsídio de refeição e ainda um seguro de acidentes.

Certificação:

  • A entidade promotora deve entregar aos destinatários um certificado comprovativo de frequência e avaliação final, de acordo com modelo definido pelo IEFP.

Candidaturas:

  • A candidatura é feita através do site gov.pt e a resposta do IEFP é dada num período máximo de 30 dias.

Mais informações:

Consulte o portal do IEFP https://www.iefp.pt/en/

Contacte pelo telefone 808 200 670 (dias úteis das 8h às 20h)

Dirija-se a um centro de emprego ou centro de emprego e formação profissional

Se desejar que as suas dúvidas sejam esclarecidas, não hesite em deixar o seu comentário ou a sua questão.




5 comentários

Adicione o seu
  1. Ana

    Qual o nome especifico desta medida? Dirigi-me ao centro de emprego e já entrei em contacto com o mesmo através do numero de centro de contacto e ninguém tem conhecimento desta nova medida. Se a mesma se trata de algo que entrou em vigor no dia 06 do presente mês, como é possível que os responsáveis por informar do assunto não tenham conhecimento do mesmo?

    • trabalhotemporario

      Cara Ana
      Está publicado no próprio site do IEFP um artigo sobre esta medida. Pergunta e bem, como é possível os próprios técnicos não saberem do que se trata, isso não sabemos responder mas, fica aqui o link directo para o site do IEFP onde fala sobre o assunto. Clique aqui.


Post a new comment